A Força Curativa da Respiração

respiraA utilização de várias técnicas de respiração com propósitos religiosos e curativos pode ser encontrada na história da humanidade. Nas culturas antigas a respiração desempenhou um importante papel em cosmologia, mitologia e filosofia, assim como foi uma ferramenta importante nas práticas rituais e espirituais.

Desde o início da história, quase todos os principais sistemas psicoespirituais que buscam compreender a natureza humana têm visto a respiração como um elo crucial entre corpo, mente e espírito. Isso se reflete claramente nas palavras que significam respiração em várias línguas.

Na literatura indiana, o termo prana significa não apenas respiração física e ar, mas também a essência sagrada da vida. Similarmente, na tradicional medicina chinesa, a palavra chi refere-se à essência cósmica e à energia da vida, assim como ao ar natural que respiramos com nossos pulmões. No Japão, a palavra correspondente é ki. O ki representa um papel de extrema importância nas práticas espirituais japonesas e nas artes marciais. Na Grécia antiga, a palavra pneuma significava tanto ar, como respiração, espírito ou essência da vida. Os gregos também viam a respiração em relação de proximidade com a psique. O termo phren era usado tanto para o diafragma, o maior músculo envolvido na respiração, quanto para a mente (como podemos ver no termo esquizofrenia = mente cindida). Na antiga tradição hebraica, a mesma palavra, ruach, significava respiração e espírito criativo, que eram vistos como idênticos. Em latim, o mesmo nome era usado para respiração e espírito — spiritus. Similarmente, nas línguas eslavas, espírito e respiração têm a mesma raiz lingüística.

Há séculos que se sabe ser possível influenciar a consciência com técnicas que envolvem a respiração. Os procedimentos que têm sido usados para esse propósito, por várias culturas antigas e não-ocidentais, cobrem um âmbito muito grande, desde interferências drásticas na respiração até os exercícios sutis e sofisticados de várias tradições espirituais.

Desse modo, a respiração não serve somente à preservação da saúde, à prevenção de doenças ou à sua cura, mas leva também ao relaxamento, ao mergulho dentro de si mesmo e à ampliação da consciência. Nesse caminho, a força da respiração torna-se a fonte da harmonia entre o espírito e o corpo.

Em A Força Curativa da Respiração de Marietta Till, você pode verificar através da prática o papel importante da respiração para o corpo e a alma. Este livro contém cerca de 50 exercícios respiratórios destinados a combater as mais variadas doenças e problemas psicológicos. Acrescentando a cada exercício uma fórmula sugestiva ou uma imagem com função meditativa, que apóia e aumenta o poder de cura da respiração.
 
Clique aqui para ler o livro em pdf.
 

Compartilhar: