Arde por Dentro

ardepordentroInspirado por biografias de grandes célebres que lia na Wikipedia, o autor australiano Gavin Aug Than criou coragem para ir em busca do que queria fazer de verdade. Designer gráfico durante oito anos, Gavin abandonou o emprego para se dedicar às suas verdadeiras paixões: ilustrar, ação e cartum. Nunca mais olhou para trás.

As citações, a aptidão para o desenho e a vontade de compartilhar sua paixão com os outros levaram-no a criar o site que agora é reconhecido mundialmente. O Lápis Zen (Zen Pencils, no original) foi destaque nos principais jornais e nomeado um dos 100 melhores sites de 2013 pela PC Magazine.

O Lápis Zen possui atualmente mais de 140 quadrinhos, resolvi fazer uma série de postagens das histórias que mais combinam com o conteúdo do Despertar Coletivo, que também são as minhas favoritas. São quadrinhos inspiradores e repletos de ensinamentos profundos, todos eles foram traduzidos e adaptados pelo pessoal do Outros Quadrinhos, lá você também encontra outros HQs incríveis, não deixe de conferir.
 
O quinto quadrinho da série, Arde por Dentro, é uma citação de Sophie Scholl (1921-1943). Ela foi uma ativista que ficou conhecida como uma das poucas alemãs que se opuseram ativamente ao Terceiro Reich durante a Segunda Guerra Mundial e é também vista como um mártir.

Scholl integrou um grupo de ativistas chamado Rosa Branca, formado por seu irmão Hans e amigos da universidade. O grupo era composto principalmente por estudantes de vinte e poucos anos cansados do governo totalitário. Os nazistas controlavam absolutamente tudo que havia na sociedade: a mídia, a polícia, as forças armadas, o sistema judiciário, os sistemas de comunicação, todos os níveis do sistema educacional e todas as instituições culturais e religiosas. A Rosa Branca distribuía panfletos que convocavam os alemães a se opor ao regime por meio de resistência não-violenta.

Em 22 de fevereiro de 1943, depois da distribuição de panfletos da Rosa Branca, Sophie, Hans e outro integrante, Christoph Probst, foram presos pela Gestapo e condenados por traição. Eles foram guilhotinados no mesmo dia.



Arde por Dentro

 

Compartilhar: