Neurocientistas acreditam que as palavras que usamos podem alterar o nosso cérebro

palavrasAs palavras que você escolhe usar podem literalmente mudar seu cérebro.

Dr. Andrew Newberg, neurocientista da Universidade Thomas Jefferson, e Mark Robert Waldman, um especialista em comunicações, foram colaboradores no livro, Words Can Change Your Brain. Nele, eles escrevem: “uma única palavra tem o poder de influenciar a expressão de genes que regulam a tensão física e emocional”.

Quando usamos palavras cheias de positividade, como amor e paz, podemos alterar a forma como o nosso cérebro funciona, aumentando o raciocínio cognitivo e fortalecendo áreas em nossos lobos frontais. Usar palavras positivas mais frequentemente do que negativas podem ativar os centros motivacionais do cérebro, impulsionando-os a ação.

No extremo oposto, quando usamos palavras negativas, estamos impedindo que certos neuroquímicos que contribuem para a gestão do stress sejam produzidos. Todos e cada um de nós somos inicialmente programados para nos preocuparmos; é como nosso cérebro primal nos protege de situações perigosas para a sobrevivência.

Então, quando nós permitimos palavras e conceitos negativos em nossos pensamentos, estamos aumentando a atividade no centro do medo de nosso cérebro (amígdala), e fazendo hormônios produtores de estresse inundarem nosso sistema. Esses hormônios e neurotransmissores interrompem os processos de lógica e raciocínio no cérebro e inibem a funcionalidade normal. Newberg e Waldman acreditam que “palavras de raiva enviam mensagens de alarme através do cérebro, e parcialmente encerram os centros de lógica-e-raciocínio localizados nos lobos frontais.”

Um trecho de seu livro nos diz como usar as palavras certas pode literalmente mudar a nossa realidade:

“Ao manter uma palavra positiva e otimista em sua mente, você estimula a atividade do lobo frontal. Esta área inclui centros de linguagens específicos que se conectam diretamente ao córtex motor responsável por colocá-lo em ação. E como nossa pesquisa mostrou, quanto mais você se concentra em palavras positivas, mais começa a afetar outras áreas do cérebro.

Funções no início do lobo parietal podem mudar, o que muda a sua percepção de si mesmo e das pessoas com as quais interage. Uma visão positiva de si mesmo irá impulsioná-lo a ver o bem nos outros, enquanto que uma autoimagem negativa irá colocá-lo na direção de suspeita e dúvida. Ao longo do tempo, a estrutura do seu tálamo também vai mudar em resposta a suas palavras, pensamentos e sentimentos conscientes, e nós acreditamos que as mudanças no tálamo afetam a maneira que você percebe a realidade.”

Um estudo feito pela Positive Psychology elabora ainda mais sobre os efeitos do uso de palavras positivas. Um grupo de adultos com idades entre 35 e 54 anos receberam uma tarefa noturna de escrever três coisas que correram bem para eles naquele dia, e uma explicação do porquê. Os três meses seguintes mostraram que seus graus de felicidade continuaram a subir, e seus sentimentos de depressão continuaram a declinar. Ao nos concentrarmos e refletirmos sobre ideias e emoções positivas, podemos melhorar o nosso bem-estar geral e aumentar a funcionalidade do nosso cérebro.

Em quais palavras você opta por concentrar sua energia? Se você observar que a sua vida não está sendo positiva, tente controlar a quantidade de vezes em que usa palavras negativas. Você pode se surpreender ao descobrir o quão simples é a solução para uma vida melhor – mude suas palavras, mude a sua vida.
 
(Texto traduzido pela equipe de O Segredo, originalmente postado no The Spirit Science)  



Compartilhar: