O Lado Místico de Dragon Ball

dragon ball Como já expomos anteriormente nos artigos A Mística dos Contos de Fadas e o Lado Oculto de Branca de Neve e os 7 anões, os desenhos e animes são uma excelente oportunidade de absorver mensagens relacionadas à espiritualidade. Na maioria dos casos, elas são transmitidas de forma aparentemente ingênua, mas com um pouco de atenção, podemos encontrar detalhes que levantam questionamentos sobre a verdadeira intenção de seus criadores.

Nesse artigo apresento outro grande exemplo, repleto de simbolismos: a série Dragon Ball. Ela retrata inúmeros aspectos espirituais, um dos mais interessantes é a intensa busca pelas 7 esferas, que após serem reunidas com muito esforço, se iluminam despertando o dragão ShenLong.

Os personagens embarcam em uma peregrinação, ao redor do mundo e outros planetas para encontrar estas relíquias sagradas que juntas contêm o poder de manipular o Universo conhecido, transformar a vida e a morte, fornecer fortuna ou cumprir quase todos os desejos. Uma perfeita comparação com os 7 chakras, o despertar da energia Kundalini e a busca sobre o verdadeiro Eu.

O anime também demonstra a dualidade através de intensas batalhas entre Luz e Sombra, principalmente entre os personagens centrais Goku e Vegeta. Como é necessário existir o “mal” para que o “bem” possa triunfar – todo herói precisa de um vilão, que representa exatamente a sua parte reprimida. Um bom exemplo é Neo e Smith do filme Matrix, o escolhido detestava autoridades e negava esse seu lado, então o projetava no vilão: um agente do governo.

No entanto, em Dragon Ball Z parece ocorrer o oposto. O vilão Vegeta reprime o seu amor porque considera isso uma fraqueza, ele odeia a sua parte iluminada e a percebe no herói Goku, um ser puro e ao mesmo tempo muito poderoso, que apenas cumpre o seu papel de guardião da Terra sem possuir ressentimentos por qualquer adversário. Mais tarde, ambos dominam uma técnica de fusão e se tornam um só, mas apesar disso a dualidade continua e desencadeia conflitos internos que deixa o personagem bastante confuso durante as batalhas. O que acaba sendo muito divertido para quem assiste.

Também podemos encontrar na série: o poder da Spirit Bomb (em japonês Genki Dama), onde Goku convoca um pouco da energia vital de cada ser vivo e canaliza uma esfera gigantesca de energia pura; além de técnicas energéticas de ataque e defesa extrafísicos; projeção astral; telepatia; mística budista; evolução espiritual; manifestação da energia Chi; meditação; planos superiores e inferiores; deuses e raças alienígenas interagindo com seres humanos; dentre outros assuntos compatíveis com a maioria das filosofias espirituais.

Sem contar na trilha sonora do anime, de Dragon Ball à Dragon Ball Kai, todas as aberturas transmitem ensinamentos assim:

Enfim, podemos observar mensagens de cunho espiritual em praticamente todos os desenhos animados, algumas são mais sutis e outras tão transparentes e bem elaboradas, que não deixam dúvidas quanto ao grau de conhecimento que seus autores têm sobre o assunto.

É evidente que o modo de decifrá-las dependerá da perspectiva e do entendimento de cada um.

Compartilhar: