O poder da imaginação

o poder da imaginaçãoHá uma energia extraordinária e infinita que tem sido subestimada de maneira equivocada: o poder da imaginação. No Oriente, a imaginação é tida como uma disciplina, útil na vida e no cotidiano. Enquanto no Ocidente ela se tornou sinônimo de devaneio, delírio ou alucinação.

É através da imaginação que a mente exerce o infinito de sua capacidade. Pascal sugeriu que “a imaginação estabeleceu no homem uma segunda natureza”. O imperador Napoleão disse que era a imaginação que governava os homens.

Émile Coué, célebre psicoterapeuta da auto-sugestão, escreveu: “Quando os seus desejos e a sua imaginação estão em conflito, a sua imaginação invariavelmente ganha a batalha”. Por exemplo: você caminharia sem dificuldade por uma tábua colocada no chão. Suponhamos que a mesma tábua seja colocada a uma altura de dez metros, entre dois prédios. Você provavelmente não arriscaria andar sobre ela! O medo de cair seria mais forte que o desejo de caminhar sobre a tábua. A ideia dominante de cair acabaria ganhando – o poder da imaginação estaria prevalecendo. Para caminharmos na tábua, precisamos acreditar na nossa própria destreza e êxito. Se não tivermos essa confiança, iremos falhar por maior que seja a nossa habilidade.

Através da imaginação podemos exercer controle sobre o corpo, algumas vezes de forma destrutiva e prejudicial, porque o corpo sempre responde à mente, estando ela equilibrada ou não. Há muitos anos que terapeutas, através da hipnose e outras técnicas, exploram essa faculdade.

Atualmente não resta qualquer dúvida da influência da imaginação no nosso corpo. Há casos conhecidos de mulheres que ao se julgarem grávidas deixaram de ter períodos menstruais, os seios aumentaram de volume e começaram a engordar, mesmo não havendo qualquer gestação. A imaginação também pode controlar o processo de digestão, o sistema imunológico, além de outras funções do organismo.

Quando o poder da imaginação é usado positivamente, ela consegue milagres. Todos nós a usamos, mas nem todos possuem conhecimento dos seus efeitos extraordinários. Hoje a imaginação é utilizada para obter mais rendimento no esporte, como por exemplo: o jogador de futebol que em sua concentração visualiza que acerta bolas ao gol; a ginasta que imagina realizar todos os movimentos com perícia; o nadador que imagina o alto nível de sua performance na piscina. Posteriormente, eles conseguem executar esses exercícios na realidade com mais naturalidade e confiança.

O mesmo exemplo pode ser usado para outras situações em geral. Se você quer aprender uma nova atividade primeiro observe atentamente os bons profissionais, depois imagine-se fazendo o mesmo. Então, execute o que aprendeu no mundo real.

Se gostaria de ser uma pessoa mais desinibida e confiante, observe alguém que possui estas características – perceba as palavras, os gestos, as expressões – modele as atitudes que gostaria de adotar. Em seguida visualize-se diante de um espelho reproduzindo todas essas características, depois pratique na realidade. Na psicologia, esse processo é conhecido como modelagem. Você pode usar um ou vários modelos de seres que admira, focando sempre nas características mais relevantes.

Este é o poder da imaginação, uma energia ilimitada e acessível à todos nós, cabe a cada um utilizá-la da maneira mais sábia.

(Artigo originalmente escrito pelo Prof. Kiber Shiterc, revisado por Despertar Coletivo)

Compartilhar: