Ócio Criativo: Parar é um Ato Produtivo

ócioUma reflexão por Prof. Horácio Frazão |
 
Para onde você está indo?
 
Antigamente os gregos executavam uma prática muito poderosa, o ócio criativo. Graças a esta prática a filosofia, mãe da ciência, floresceu e insights eclodiram. Parar para não fazer absolutamente “nada” implica em apenas observar, testemunhar o que se passa “dentro” de você e o que se passa “fora”. Nesses momentos, você provoca a libertação do pensamento e sua percepção ganha profundidade ao ponto de desvelar níveis da verdade. Há que se ter muita coragem para desafiar a cadeia de informação que vem de fora que o induz a fazer.. fazer.. sempre.
 
Parar lhe permite ser livre, extrapolar, liberar. Mas infelizmente, o pseudo-poder social criou rapidamente um novo conceito que seduziu boa parte das mentes: O Negócio. O conceito de negócio (do latim nec + otium) significa a negação do ócio. Enquanto estiver negociando, ou seja, trabalhando excessivamente, correndo sem parar, não terá tempo para entrar em ócio. Aprendemos a ter preconceito com a ociosidade. Ter tempo ocioso é algo que hoje nos incomoda e nos leva a sensação de estarmos perdendo tempo. Logo, o excesso de trabalho o impede de liberar a sua mente.
 
Quem pensa com liberdade se torna mais autoconsciente. A autoconsciência ameaça a centralização do poder que vem mantendo a humanidade em cativeiro. É algo tão forte e arraigado, que as pessoas se programam para poder “viver um pouco” só durante os finais de semana. Mas esquecem que viver é agora e não amanhã ou daqui à pouco. Elas trabalham alucinadamente para acumular, apegadas na fraude de que amanhã poderão ter um pouco mais de segurança e tranquilidade para “curtir” a vida.



 
Se chegarem lá, estarão com crenças tão fortes que estarão com sua sensibilidade completamente anestesiadas para sentirem o prazer de estarem vivas. Tudo que se orgulham e julgam ter conquistado não será o suficiente para dar sentido em suas vidas, pois se perderam no ter e não no Ser. Se você não se tem, tudo que conquistou será sua prisão. Este texto é a tentativa de acender em você o estopim capaz de levá-lo a refletir sobre a forma que vem vivendo e, quem sabe, provocar em você uma nova percepção capaz de redescobrir a vida.
 
Paz & Consciência.
 

Compartilhar: